Congresso Nacional da OSIB vai apresentar as Novas Diretrizes da Formação Presbiteral da Igreja no Brasil

LOGOMARCA_OSIB“Luzes e Esperanças no processo formativo da Igreja no Brasil”. É com este tema que a Organização dos Seminários e Institutos do Brasil (OSIB) realiza, entre os dias 17 e 21 de janeiro, em Aparecida (SP), o seu 1º Congresso Nacional, que tem por objetivo celebrar e apresentar de forma oficial as Novas Diretrizes da Formação Presbiteral da Igreja no Brasil, conforme explicou o presidente nacional da OSIB, padre Paulo Bosi Dal’bó.

“Durante o Congresso iremos apresentar de forma oficial as Novas Diretrizes da Formação Presbiteral da Igreja no Brasil. Nós estaremos nesse Congresso trabalhando além da apresentação, as dimensões que integram o processo formativo. A dinâmica do encontro passará pela Dimensão Humano-Afetivo e Comunitária, assessorada por padre Dalton Barros; a Dimensão Pastoral Missionária [dom Leonardo Urich Steiner, bispo prelado de São Félix - MT]; e a Dimensão Intelectual e Espiritual [dom José Antônio Peruzzo, bispo de Palmares-Francisco Beltrão - PR]”, enfatizou padre Paulo.

padre_paulo_dalboLogo no dia 17 haverá uma apresentação oficial das novas diretrizes, depois no segundo momento da tarde, uma apresentação sobre “os desafios da formação presbiteral no Brasil hoje”. A partir daí, antecipa o presidente da OSIB, “vamos refletir os desafios emergentes e buscar alguns elementos para criar um itinerário formativo da Igreja no Brasil relacionado ao processo formativo. Teremos também a plenária para construir um pouco esse itinerário”.

Vocações

O Congresso da OSIB será um momento de conscientização sobre a necessidade de trabalhar com mais intensidade as vocações sacerdotais e religiosas. “Será um momento especial para as pessoas envolvidas no processo formativo: leigos, presbíteros, bispos, e toda a comunidade católica, se empenharem no estudo, aprofundamento e dedicação máxima a este rico documento para a Igreja. Precisamos agora unir forças no processo de conscientização e conquista de novas vocações. No momento atual sabemos que número de jovens que ingressam no seminário menor e no propedêutico é reduzido e devemos ter consciência de que vocações têm, mas faltam convites por parte da Igreja. O Congresso vem para despertar a Igreja Católica para a necessidade de investir cada vez mais no processo vocacional”, completou Dal'bó.