Bispos da Comissão 8 reúnem-se para encaminhamento de atividades e projetos

Encontro antecede momento de articulação e estudo com as coordenações nacionais das Pastorais Sociais

Os membros da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) estão reunidos na sede da entidade, em Brasília (DF), nesta segunda-feira, dia 13. A partir da noite de hoje o encontro segue com as coordenações nacionais das Pastorais Sociais até o dia 16, no Centro Cultural de Brasília (CCB). Na pauta da reunião desta tarde, o encaminhamento de atividades e projetos de 2017.

Os bispos debatem sobre o Grupo de Trabalho (GT) sobre a Mineração, a recém-criada Comissão Especial para o Enfrentamento ao Tráfico Humano, as reflexões acerca da realização da 6ª Semana Social Brasileira, o encontro formativo para os bispos referenciais das Pastorais Sociais e o Fórum das Pastorais Sociais.

A criação do GT sobre a Mineração foi aprovado pela CNBB e na reunião de hoje os bispos tratam da composição. Inicialmente, o objetivo da equipe será refletir sobre a realidade da mineração e o envolvimento das comunidades eclesiais neste contexto. Um dos pontos principais da atuação do grupo é a abordagem do fracking - um processo que é usado para extrair gás da rocha de xisto que se encontra no subsolo. “O fracking, proibido em outros países, atrai empresas para o Brasil e incentiva as nacionais para exploração em importantes aquíferos do país”, explica o bispo de Ipameri (GO) e presidente da Comissão Episcopal para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da CNBB, dom Guilherme Antônio Werlang, ressaltando os danos que esta técnica de mineração pode causar no meio ambiente.

Outra estrutura relacionada à Comissão e aprovada pela CNBB é a Comissão Especial de Enfrentamento ao Tráfico Humano, que iniciou as atividades a partir de um GT e, no ano passado, teve a aprovação da continuidade do trabalho de promoção de conscientização, denúncia e incidência política diante de crimes que violem a dignidade humana. A Comissão, cujo presidente é o bispo de Balsas (MA), dom Enemésio Angelo Lazzaris, será apresentada aos bispos. 

Assim como realizado em outubro de 2016, haverá neste ano um encontro formativo para os bispos da Comissão para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz. Nestes encontros são aprofundados temas específicos da Doutrina Social da Igreja. A reunião de hoje deve definir os temas, mas a data já está definida: dias 31 de julho e 1º de agosto. Outro momento de encontro que será encaminhado durante a reunião é o Fórum das Pastorais Sociais. Os membros da Comissão irão debater a temática e a metodologia para a ocasião.

Encontro com as coordenações 

Iniciando na noite desta segunda-feira, dia 13, o Encontro Nacional das Coordenações das Pastorais Sociais prossegue até quinta-feira, dia 16, no CCB, em Brasília. Além da partilha de atividades e desafios das Pastorais, haverá reflexões sobre a crise do momento político-econômico-social e a ação das Pastorais Sociais, com estudo do tema “Pastoral Social e Pastoral de Conjunto”.