Dom Moacir toma posse na diocese de Votuporanga

Celebração aconteceu na véspera do Dia Mundial das Missões

Na véspera do Dia Mundial das Missões, 22 de outubro, foi instalada a diocese de Votuporanga, na região Noroeste do Estado de São Paulo. A nova diocese foi criada pelo papa Francisco no dia 20 de julho, com território desmembrado das dioceses vizinhas de São José do Rio Preto e Jales.

Na ocasião, o bispo diocesano, dom Moacir Aparecido de Freitas tomou posse e foi recebido pelo clero e por uma grande multidão de fiéis. A cerimônia contou com a presença de diversos bispos, do clero local e também das dioceses vizinhas. Entre os bispos, o arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta; o arcebispo de Ribeirão Preto, dom Moacir Silva; o arcebispo de Campinas, dom Airton José dos Santos e o arcebispo de Uberaba, dom Paulo Mendes Peixoto. Ainda os bispos de São José do Rio Preto, dom Tomé Ferreira da Silva, de Jales, dom José Reginaldo Andrietta, e de São Carlos, dom Paulo Cezar Costa.

Também estiveram presentes autoridades civis e militares, representantes da sociedade civil, e caravanas de ex-paroquianos, da Paróquia Santa Tereza d’Ávila, em Ibitinga (SP).

A celebração foi, inicialmente, presidida pelo arcebispo de Ribeirão Preto, dom Moacir Silva, que pediu a leitura das Letras Apostólicas, feita pelo chanceler do Bispado de São José do Rio Preto, padre Júlio César Sanches Lázaro. O documento pontifício confirmou a criação da diocese de Votuporanga – a 42ª Igreja Particular do regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a nomeação de dom Moacir Aparecido de Freitas, como primeiro bispo diocesano.

Dom Moacir fez a entrega do Báculo e da Cátedra e, a partir de então, a celebração foi conduzida pelo novo bispo, que foi acolhido, com gesto fraterno, pelo clero, seminaristas, religiosos e representantes leigos da nova diocese.

Em sua homilia, o bispo agradeceu os irmãos no episcopado, ao clero, aos religiosos e religiosas, aos familiares, amigos e a todos os fiéis presentes. Refletindo sobre as leituras, enfatizou o valor da oração: “Estamos aqui porque cultivamos na nossa vida a oração, e queremos aprender com Jesus a rezar de modo agradável a Deus. O próprio Jesus é o mestre da oração”. Dom Moacir, ressaltou, ainda, Maria, a Mãe do Senhor, como sendo, também Ela, mestra de oração, por ser a “mulher que manteve proximidade com Deus”.

Saudações 

No final da celebração, o bispo de Jales, dom José Reginaldo Andrietta, declarou que, em conversa com dom Moacir, disse-lhe: “estaremos sempre em comunhão”. Não são paróquias que se desmembram – lembrou dom Andrietta -, ao contrário, “se vinculam ainda mais, porque, maduras na fé e na responsabilidade, assumem também ser uma Igreja particular”. 

O arcebispo de Campinas, dom Aitron José dos Santos, acolheu o novo bispo e disse que a diocese de Votuporanga surge como uma esperança, uma Igreja que começa a dar seus primeiros passos: “Seja bem-vindo ao regional Sul 1, ajude-nos a sermos firmes, alegres na esperança, para, como quer o papa Francisco, sermos uma Igreja em saída, uma Igreja Missionária”.

O arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta, manifestou a alegria de retornar à região, depois de ter sido bispo de São José do Rio Preto, e assistir a instalação da nova diocese e posse de dom Moacir, como o primeiro bispo de Votuporanga. Para dom Orani, a criação de uma nova diocese é sinal de progresso da Igreja. 

“Será um trabalho ainda mais próximo do povo que aqui caminha e aqui vive. A criação de uma nova diocese é sempre a certeza de que a Igreja está crescendo. Nós louvamos a Deus por esse crescimento e, ao mesmo tempo, pedimos as luzes necessárias, para que tanto o bispo, como os padres consigam levar adiante a missão pela região de Votuporanga”, concluiu dom Orani.

Configuração diocesana

O município que dá nome à diocese está situado na região Noroeste do Estado de São Paulo. A cidade foi fundada em 8 de agosto de 1937 e é conhecida por “Cidade das Brisas Suaves”, conforme a etimologia do termo Votuporanga.

A nova diocese tem uma superfície de 7.694 Km2, com uma população estimada de 230.000 habitantes, dos quais 172.500 são fiéis católicos, distribuídos em 28 paróquias, assistidas por 27 sacerdotes diocesanos, 15 sacerdotes religiosos, 8 seminaristas, 25 religiosos e 15 religiosas.

Novo bispo

Padre Moacir Aparecido de Freitas nasceu em 22 de agosto de 1962, em Ibirá (SP). Aos 12 anos ingressou ano Instituto Missionário Coração Imaculado de Maria, em José Bonifácio (SP), depois estudou Teologia na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (SP) e Filosofia, na Faculdade Salesiana de Filosofia, Ciências e Letras de Lorena (SP). 

Ordenado presbítero em 11 de dezembro de 1987, trabalhou na diocese de São Carlos, como representante do Conselho de Presbíteros; coordenador da Pastoral Catequética; coordenador diocesano da Comissão Testemunho no Projeto Rumo ao Novo Milênio; coordenador da Escola de Teologia para agentes de Pastoral. Desde 2008 era diretor espiritual no Seminário de Teologia “Casa de Formação São Carlos”, em Campinas. 

No dia 11 de outubro, em Ibitinga, monsenhor Moacir Aparecido de Freitas recebeu a ordenação episcopal pela imposição das mãos de dom Paulo Cezar Costa, bispo diocesano de São Carlos e que foi auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Ao ser ordenado, dom Moacir adotou o lema episcopal: Verbum Panis factum est – “A Palavra se fez Pão”.

Com informações da arquidiocese do Rio de Janeiro