Comissão para a Cultura e a Educação discute prioridades para o quadriênio

Entre os destaques estão o IV Encontro Brasileiro de Universitários Cristãos

A Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizou, no dia 10 de outubro, em Belo Horizonte (MG), o terceiro encontro de avaliação e planejamento do quadriênio (2015 a 2019). O evento contou com a presença do bispo auxiliar de Belo Horizonte e presidente da Comissão, dom João Justino, além de bispos referenciais e assessores.

Durante a reunião, o discurso do papa Francisco na Comemoração do Cinquentenário da Instituição do Sínodo dos Bispos, que trata sobre a importância da sinodalidade para a vida da Igreja ganhou destaque entre os participantes. Segundo dom João Justino, a primeira preocupação é aplicar a sinodalidade no interno da Comissão que tem campos próprios de ação evangelizadora, como a educação, universidades, cultura e ensino religioso.

“Entendemos que a sinodalidade é uma dimensão constitutiva da Igreja. Sentimo-nos interpelados pelo papa Francisco, inclusive, a contribuir por meio da nossa Comissão para que a Igreja do Brasil intua caminhos de praticar sempre mais a sinodalidade”, destacou o bispo.

Como fruto da reflexão sobre o tema da sinodalidade, os participantes definiram que o Fórum Brasileiro de Cultura será transformado no Fórum Brasileiro de Educação e Cultura. A nova modalidade da atividade será um catalisador das experiências das bases e um retrato da caminhada conjunta das diversas expressões eclesiais no campo da cultura, educação, ensino religioso e universidades do país.

Ainda dentre as principais atividades dos setores da Comissão de Educação e Cultura para o ano de 2017, discutidas durante a reunião, estão o IV Encontro Brasileiro de Universitários Cristãos (EBRUC), que acontecerá em Manaus (AM); o lançamento do livro “Projetos Culturais”; encontros regionais da Pastoral da Educação e a formação de mais grupos do Projeto Empresa com Valores, em mais estados do país.  

Com informações e foto do Setor Universidades