37ª Assembleia do Povo de Deus reflete sobre “Igreja em saída na cidade”

Encontro reuniu bispos, coordenadores e representantes das dioceses do regional Sul 2 da CNBB

O regional Sul 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) reuniu o episcopado do Paraná, coordenadores de pastorais, movimentos e organismos e representantes das dioceses para a 37ª Assembleia do Povo de Deus, realizada entre os dias 23 e 25 de setembro, em Curitiba (PR). O tema estudado na ocasião foi “A Igreja em saída na cidade”, com assessoria do padre Joel Portella, da arquidiocese do Rio de Janeiro (RJ). Ao final do encontro, os bispos divulgaram uma carta a respeito do Dízimo.

A assembleia reuniu cerca de 120 pessoas em torno das reflexões sobre a “Igreja em saída na cidade”. O arcebispo de Cascavel (PR) e presidente do regional Sul 2 da CNBB, dom Mauro Aparecido dos Santos, falou da motivação dos participantes a partir da temática estudada. “Muitas vezes nos questionávamos o que significava ser uma Igreja em saída e como fazer, mas o assessor soube expor muito bem e nos trouxe luzes. Também os participantes da Assembleia tiveram oportunidade de questionar e explicitar como realizar esse trabalho”, contou.

Em saída na cidade

O assessor do encontro, padre Joel Portella, da arquidiocese do Rio de Janeiro, explicou sobre a Pastoral Urbana e alertou que só é possível ser presença da Igreja na grande cidade se for “uma Igreja em saída”. Para o palestrante, “é necessário sair daquilo que se está acostumado a fazer para contemplar os novos jeitos de ser. Sair dos espaços onde ela está para ir onde as pessoas estão; sair das acomodações”, indicou, recordando o papa Francisco quando cita a ida às “periferias”. “É uma igreja que tem a coragem de se despojar para encontrar este mundo novo muito presente nas cidades”, caracterizou.

Segundo padre Joel, na Ação Evangelizadora deve se ter cuidado “para não repetir fórmulas velhas diante de situações novas”. Ele explicou que é preciso contemplar e compreender a mentalidade urbana das grandes cidades e, principalmente, não perder a identidade do Evangelho. “Nós nos fazemos presentes em qualquer cultura, inclusive na urbana, mas com a força à luz do Evangelho. Devemos estar no mundo urbano sem se identificar plenamente com o mundo urbano, anunciando-lhe a boa nova, fortalecendo aquilo que faz parte do reino de Deus, mas questionando aquilo que não faz”, disse.

O padre também refletiu sobre a influência dos acontecimentos e dos meios de comunicação na vida das pequenas cidades, onde a “mentalidade que marca de modo muito forte as grandes cidades, está sendo exportada e muitas vezes assumida” nos municípios menores.

Neste sentido, é urgente para a Igreja despertar para a importância da comunicação. “É preciso estar presente nos meios de comunicação, mas deve-se levar em conta que eles não substituem o contato humano ou direto, porém podem ajudar a aproximar e dialogar”, disse Portella. “Precisamos estar presentes com conteúdo efetivamente cristão e uma qualidade de serviço que também seja atrativa. É preciso encontrar o equilíbrio entre a atratividade técnica e a fidelidade ao conteúdo do Evangelho”, ressaltou.

Dízimo

Durante a Assembleia, os bispos do regional Sul 2 emitiram uma carta para os fiéis das comunidades católicas do Paraná sobre o dízimo como aspecto importante da conversão pastoral, pessoal e comunitária.

Com a carta, os bispos desejam impulsionar a Pastoral e fazem votos que o dízimo seja implantando nas comunidades onde ainda não há e que seja estudado o Documento 106 da CNBB “O dízimo na comunidade de fé: orientações e propostas” em todos os Conselhos de Pastoral”.

Leia o texto na íntegra. 

Decisões

Durante a Assembleia, foi tomada a decisão de que, a partir de 2017, nos anos ímpares o encontro será realizado por províncias – são quatro no Paraná: Curitiba, Londrina, Maringá e Cascavel. Nos anos pares haverá uma única Assembleia reunindo todo o regional.

O encontro da Igreja no Paraná também escolheu novos bispos referenciais para Pastorais e organismos:

· Pastoral Familiar – Dom Antônio Braz Benevente - bispo de Jacarezinho (PR)

· Pastoral da Liturgia – Dom Edmar Peron - bispo de Paranaguá (PR)

· Pastoral dos Migrantes – Dom Orlando Brandes - arcebispo de Londrina (PR)

· Pastoral da Educação – Dom Edgar Xavier Ertl - bispo de Palmas-Francisco Beltrão (PR)

· Grupos de Reflexão - Dom Orlando Brandes - arcebispo de Londrina (PR)

· Conselho de Leigos – Dom Laurindo Guizzardi - bispo Emérito de Foz do Iguaçu (PR)

· Comissão Pastoral da Terra (CPT) – Dom Geremias Steinmetz - bispo de Paranavaí (PR)

 

Com informações e fotos do regional Sul 2 da CNBB