Regional Norte 1 da CNBB realiza 44ª Assembleia Pastoral em Manaus

Documento sobre os leigos é objeto de estudos durante encontro

Os bispos das arquidioceses, dioceses e prelazias do Amazonas e Roraima estão reunidos até amanhã, dia 15, para a Assembleia de Pastoral do regional Norte 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). No encontro, iniciado na segunda-feira, dia 12, os participantes estudam o Documento 105 da CNBB “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade”. O tema central escolhido para reflexão é “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade, como sal, fermento e luz”.

Estão presentes na assembleia nove bispos, coordenadores diocesanos de pastoral, delegados das pastorais, serviços, organismos e movimentos, além de superiores de ordens e congregações religiosas com sede no regional Norte 1.

Além do estudo do Documento 105 e a sua aplicabilidade na realidade local, os participantes fazem reflexões sobre a Exortação Apostólica pós-sinodal “Amoris Laetitia: sobre o amor na Família” e sobre o Documento 106 da CNBB “O dízimo na comunidade de fé: orientações e propostas”. As Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora do Regional para o período de 2015 – 2019 são outra temática abordada durante a assembleia.

Abertura

A assembleia iniciou no dia 12 de setembro, com a missa presidida pelo bispo da prelazia de Tefé (AM) e secretário do regional Norte 1 da CNBB, dom Fernando Barbosa dos Santos. Na oportunidade, ele falou aos presentes da necessidade de tornar a Igreja cada vez mais acolhedora e desejou que Deus abençoasse o encontro “para que as trocas de experiências fossem frutuosas e os clérigos e leigos sejam cada vez mais portadores da boa nova do Senhor”.

Na mesa de abertura, foi ressaltada a intensão de aprofundar a reflexão e ao mesmo tempo verificar meios para que os planos de pastorais possam ajudar os leigos e os leigos possam ajudar bispos, sacerdotes, religiosas e religiosos na evangelização da Igreja e da sociedade.

”É algo que vai mexer muito conosco porque o protagonismo do leigo é na Igreja, através das pastorais, dos movimentos, dos serviços e dos organismos de nossa católica,

 mas é também uma participação na sociedade, no mundo da política, no trabalho, na educação, na saúde, na cultura, nos meios de comunicação, em tudo.  É algo muito amplo”, afirmou dom Fernando.

A exposição sobre a temática dos leigos foi feita pelo assessor da Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato da CNBB, Laudelino Augusto dos Santos Azevedo.

Visita

Na noite de terça-feira, 13, os participantes da assembleia visitaram o seminário arquidiocesano São José, em Manaus. Na ocasião, houve celebração eucarística que recordou os 50 anos de ordenação presbiteral dos bispos eméritos de Tefé, dom Mário Clemente Neto, que presidiu a eucaristia, e de Coari (AM), dom Gutemberg Freire Régis. Ainda foram lembrados os 45 anos de ordenação sacerdotal do bispo de Borba (AM), dom Eloi Roggia. Os bispos contaram um pouco de sua história vocacional o que "cativou e emocionou a todos os presentes com seus testemunhos de vida".

 

Com informações e foto da arquidiocese de Manaus (AM) e do Seminário São José.