Repam articula comunicação a partir da Laudato Si’

Encontro da Rede reuniu profissionais de diversos países

“Amazonizar o mundo: Igreja com rosto amazônico e os desafios de comunicar desde a Laudato Sí’” foi o tema escolhido pela Comissão Ampliada de Comunicação da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam) para o Encontro com Comunicadores, realizado em Lima, no Peru, entre os dias 17 e 21 de agosto. Cerca de 40 profissionais provenientes da Colômbia, Equador, Peru, México, Brasil e Bolívia estiveram presentes. Os participantes representaram agências, organizações, rádios, televisões e meios de comunicação que trabalham ou que têm interesse em trabalhar de maneira coordenada com a Repam.

A Repam pretende “articular processos comunicacionais de incidência pública e transformação social na Pan-Amazônia, mediante um trabalho articulado nos níveis local, nacional, regional e internacional”. O tema proposto recorda a encíclica do papa Francisco Laudato Si’ – sobre o cuidado da casa comum.

Durante o evento, houve vivência, reflexão, partilha de experiências, workshop e painéis temáticos, a partir de uma mística e espiritualidade amazônicas. “As atividades nos quatro dias de encontro iniciaram om um momento de oração iluminada pela realidade amazônica e pela Palavra de Deus”, contam os organizadores. 

Experiências

O primeiro dia de encontro da Comissão Ampliada de Comunicação da Repam foi marcado pela apresentação da realidade, da identidade e do caminho trilhado pela Repam em seu trabalho na região Pan-Amazônica. Na oportunidade, foram exibidas experiências em “comunicar a Amazônia”, como as rádios Ucamara, dos indígenas Kukama, no Peru; a Red Cantoyaco, na Colômbia e as “Rádios Comunicativas da Bolívia”. 

Ainda na primeira jornada de trabalho, o vice-presidente da Comissão Interamericana de Direito Humanos (CIDH) e relator da comissão de povos indígenas, Francisco José Eguiguren Praeli, partilhou o compromisso do organismo internacional com a defesa das populações da Amazônia e falou sobre o convênio assinado com a Repam para colaboração mútua.

Defesa da vida e cuidado da criação

No segundo dia, foi realizado um workshop com o tema “Comunicação para a transformação”. A formação, conduzida pelos membros da Repam Pedro Sánchez e José Ignacio López, partiu de um diagnóstico comunicacional e de narrativas mobilizadoras que conduziram à reflexão sobre a comunicação centrada na defesa da vida e no cuidado da criação. No mesmo dia, a Universidade Ruiz de Montoya, recebeu o evento “A Pan-amazônia: reflexões e desafios. Uma mirada desde a Laudato Sí”, que teve a Rede entre os organizadores.

Articulações

O lema “Amazonizar o mundo” animou os participantes no terceiro dia de encontro, quando foram articuladas redes locais, nacionais, regionais e internacionais para refletir e impulsionar a consolidação da Repam. Foram realizados painéis temáticos sobre: “As bandeiras que nos unem”, “a experiência de rede da Aler Satelital em nível de América Latina e da Coordenadora de Rádio Popular Educativa do Equador (CORAPE)” e diversas experiências práticas. Após os painéis, trabalhos em grupo abordaram a articulação nos âmbitos local, nacional, regional e internacional.

O último dia do encontro foi dedicado à partilha de experiências e metodologias exitosas realizadas por rádios, televisões e grupos comunicativos do Peru, da Colômbia e do Equador, bem como das instituições latino-americanas, como a Confederação Latino-americana e Caribenha de Religiosos e Religiosas (CLAR), o Conselho Episcopal Latino-americano e Caribenho (Celam) e a Cáritas da América Latina e Caribe. 

No final do evento, foi apresentado o curso de formação da Repam para comunicadores e agentes de pastoral. Chamado “Shigra (Cesto) Pan-amazônica”, será oferecido em cada país, sendo o Brasil o primeiro local a ofertar.

Uma celebração eucarística presidida pelo arcebispo de Huancayo, no Peru, e bispo referencial da Repam no Celam, dom Pedro Barreto, encerrou o encontro. O prelado motivou os comunicadores a continuar “tecendo redes na defesa da vida e no cuidado da criação”.

Com informações e foto da Repam