Inciativas da Repam são apresentadas em curso para missionários

Evento conta com a presença de brasileiros, indianos, indonésios, africanos e italianos

O Instituto de Pastoral Regional (Ipar) do regional Norte 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promove, até dia 15 de julho, em Belém (PA), o curso “Ser missionário, hoje, na Amazônia”.

A formação é voltada para os missionários que atuam na região com o objetivo de ser o primeiro contato com aquela realidade, por meio da convivência e da troca de experiências.

A capacitação começou no dia 30 de junho e conta com aproximadamente 50 participantes, entre brasileiros, indianos, indonésios, africanos e italianos.

Durante o evento, a assessora da Comissão Episcopal para a Amazônia e membro do Comitê Brasileiro da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam), irmã Maria Irene Lopes dos Santos, convidou os presentes para serem multiplicadores das ações da Rede.

“Durante os dias que estive lá, fui falar sobre a Comissão para a Amazônia e sobre a Repam, para que sejam multiplicadores dessa Rede em cada realidade onde vão estar atuando”, conta a religiosa.

Segundo irmã Irene, muitas pessoas já estavam sabendo da Repam e tinham muito interesse em conhecer as iniciativas e propostas, porque acreditam que a Rede pode fortalecer aquilo que já trabalham em cada realidade. “Muito interessante perceber que lá no interior já têm pessoas que conhecem e que querem contar com essa Rede para fortalecer suas atividades, sua pastoral e seu grupo”, sublinha.

O curso para os missionários promovido pelo Ipar, recorda irmã Irene, é da mesma modalidade daqueles oferecidos pelo Centro Cultural Missionário (CCM), em Brasília; pelo Instituto de Teologia, Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (Itepes), em Manaus;  pelo regional Noroeste da CNBB, em Porto Velho.

“É muito importante para os que estão ali e para outros que querem ir para a Amazônia que possam conhecer essa realidade. Às vezes as pessoas vão com seus projetos, mas o projeto da realidade local é outro”, ressalta.

Programação

Vários temas são tratados durante o curso. Assessores, entre religiosos, especialistas e lideranças regionais, revezam-se abordando a realidade de hoje com suas grandes questões; a missão à luz da Palavra; religião, ecumenismo e diálogo inter-religioso na Amazônia; história e missão da Igreja na Amazônia; o povo e a natureza; movimentos sociais e de resistência e espiritualidade.

Os participantes do curso receberam a visita do bispo de Óbidos (PA) e secretário do regional Norte 2 da CNBB, dom Bernardo Johannes Bahlmann.

Com foto do Instituto de Pastoral Regional (IPAR)