Encontro Interdiocesano aborda ações conjuntas da Pastoral Afro

Evento ocorreu na diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda (RJ)

Com o objetivo de criar uma comissão para articular e tratar diretamente as ações referentes às causas do povo negro, foi realizado, no dia 2 de julho, na diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda (RJ), o Encontro Interdiocesano da Pastoral Afro.

Segundo o bispo de Barra do Piraí, dom Francisco Biasin, a Igreja deve respeitar todos os preceitos e culturas, sem discriminação. “É necessário que em nossa comunidade e em nossa pastoral se valorize tudo aquilo que faz parte da cultura do povo e o componente afro é muito forte, inclusive na história das nossas cidades, e de Barra Mansa em especial, na qual a contribuição do povo negro foi determinante para a construção da própria cidade”, disse.

Ainda de acordo com o bispo, deve-se dar uma atenção especial às culturas presentes no território brasileiro. “É a Palavra que se fez carne e gente, e a Palavra por meio de Jesus se tornou judaica, romana, grega. E porque não pode se tornar africana, uma Palavra brasileira? É importante que a gente faça esse esforço de incluir as pessoas e nunca discriminar”, enfatizou.

Sobre a proposta da reunião, a representante da Pastoral Afro da diocese de Barra do Piraí, dona Célia, falou que o encontro serve de incentivo ou de implementação nas outras dioceses. “Essa questão atinge tantas pessoas que uma organicidade e uma interlocução maior fazem-se necessárias, para que a gente não fique perdido”, disse.

Para padre Damião, da diocese de Valença, “além da troca de experiências, o encontro também tem aberto a visão e o coração para a causa especialmente do povo negro das comunidades".

Além do bispo diocesano, o Encontro Interdiocesano da Pastoral Afro contou também com a presença de representantes das dioceses de Valença, Duque de Caxias e da arquidiocese do Rio de Janeiro. 

Com informações e foto da diocese de Barra do Piraí