Assembleia Nacional da Pastoral Familiar aborda exortação Amoris Laetitia

Proposta da coordenação é definir o calendário para os próximos três anos

Começa nesta sexta-feira, 24 de junho, a 40ª Assembleia Ordinária da Pastoral Familiar, em Brasília (DF), com participação da presidência e assessoria nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família (CEPVF) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O evento prosseguirá até 25. 

Na abertura da Assembleia, uma equipe de Cuiabá (MT) explicará os andamentos da organização do XV Congresso Nacional da Pastoral Familiar, que ocorrerá na capital mato-grossense, no período de 8 a 10 de setembro de 2017.

No sábado, 25, o bispo de Camaçari (BA), dom João Carlos Petrini, fará exposição do tema central, com reflexão sobre a exortação apostólica Amoris Laetitia, do papa Francisco. 

O assessor nacional e bispo eleito para a arquidiocese de Goiânia (GO), dom Moacir Arantes, explica que esta Assembleia será para definição do calendário de atividades dos próximos três anos, apresentação dos novos casais coordenadores regionais, além de reestruturação do Núcleo Pedagógico do Instituto Nacional da Família e da Pastoral Familiar.

Os participantes irão recordar, ainda, os pontos principais do Plano de Ação das atividades da Pastoral Familiar no Brasil.

“Desejo que seja momento de partilha e crescimento na unidade, entre os membros de nossa Pastoral. Ficarei feliz se conseguirmos planejar nossas atividades para os próximos anos”, comenta dom Moacir.  

A Assembleia contará com a presença dos casais coordenadores regionais da Pastoral Familiar, padres assessores, bispos referenciais, representantes de movimentos, organismos e institutos de família, membros da coordenação da Comissão Nacional, sendo o casal coordenador Roque e Verônica, do regional Oeste 2, e Marivone e Volnei, do regional Sul 4, vice-coordenadores. 

Planejamento e ação

O bispo de Osasco (SP) e presidente da Comissão para a Vida e a Família, dom João Bosco Barbosa de Sousa, lembra que a Assembleia é momento oportuno para avaliar a caminhada da Pastoral Familiar na Igreja no Brasil, a partir das reflexões e motivações da exortação apostólica Amoris Laetitia.

“Para todos nós, pastores, casais, cristãos atuantes ou afastados, o papa tem, nesta palavra de Pai e Pastor de toda a Igreja, um ensinamento sólido, que vale a pena ser conhecido sem pressa, página por página, que vem trazer aos corações a alegria plena que Cristo entregou aos seus primeiros discípulos e a nós. A partir deste texto, queremos refletir sobre os grandes desafios que a família tem vivido. Continuamos a trocar experiências, em vista de organizar melhor a articulação da Pastoral Familiar nos regionais, dioceses e paróquias”, disse dom João Bosco. 

A programação da Assembleia Nacional incluiu, também, a avaliação dos trabalhos desenvolvidos em 2015, Semana Nacional da Família e Semana Nacional da Vida, prestação de contas da Comissão Nacional da Pastoral Familiar, apresentação dos trabalhos dos regionais, entre outras atividades.