Arcebispo de Goiânia expressa solidariedade ao professor Valdir Misnerovicz

Dom Washington destaca a atuação do amigo em da defesa vida dos pobres sem terra

Em mensagem, o arcebispo de Goiânia (GO), dom Washington Cruz, expressou solidariedade ao professor e mestre em Geografia da Universidade Federal de Goiás (UFG), Valdir Misnerovicz, preso no último dia 31 de maio, com base na Lei 12850/2013.

No texto, dom Washington destaca a atuação do professor na luta pela reforma agrária e como mediador de conflitos, mesmo em situações polêmicas e conflitivas. “Valdir sempre demonstra ser um homem de bom senso, calmo e com clareza de posições e atitudes em defesa da vida, sobretudo, da vida dos pobres sem terra”.

O arcebispo visitou o professor Valdir na prisão, na Delegacia Estadual de Investigação Criminal (DEIC), em Goiânia, na última quinta-feira, 2 de junho. Ainda, na mensagem, dom Washington recorda, que, neste Ano da Misericórdia, todos são chamados a ser agentes da misericórdia, também, visitando as pessoas presas, a exemplo de Jesus que diz: “Eu estava na prisão e, vocês foram me visitar” (Mt 25,36). 

Ao final do texto, deseja que o professor continue a pautar-se sobre as linhas do Evangelho. “Seja a sua missão iluminada e orientada pela luz da fé, que se exprime e traduza no testemunho coerente de vida cristã”. 

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados advertiu para a gravidade das consequências da criminalização do Movimento Sem Terra (MST) e aguarda julgamento do caso. 

CNBB com informações da arquidiocese de Goiânia.