“Sem Jesus a barca não vai para frente”, reflete dom Mauro em missa com bispos do Sul 2

Bispos e padres do regional Sul 2 participaram da celebração

O quarto dia de atividades da 54ª Assembleia Geral da CNBB, 9 de abril, iniciou com missa no Santuário Nacional de Aparecida (SP). A cerimônia contou com participação dos bispos e padres do regional Sul 2, sendo presidida por dom Mauro Aparecida dos Santos, arcebispo de Cascavel (PR) e presidente do regional, e concelebrada pelo arcebispo de Londrina (PR), dom Orlando Brandes,  e pelo bispo de  São José dos Pinhais (PR),  dom Francisco Carlos Bach. 

Dom Mauro saudou os peregrinos que visitam o Santuário de Aparecida, em especial os jovens de diversas regiões do Brasil que participam da 1ª Romaria Nacional da Juventude, dias 9 e 10 de abril. 

As leituras do dia, Atos dos Apóstolos e o Evangelho de São João capítulo 6, versículo 16, inspiraram a reflexão durante a homilia proclamada por dom Mauro Aparecido. O evangelista retrata a passagem de Jesus que anda sobre as águas, ao encontrar com os discípulos que iam para Cafarnaum. 

“Andar sobre as águas significa que Jesus vence qualquer escuridão e dificuldade. Ele mostra aos discípulos que não é possível caminhar sem a presença do Pai em nossas vidas. Os discípulos sabiam do perigo, porém venceram o medo”, afirmou dom Mauro.

Na reflexão, o bispo disse que “sem Jesus a barca não vai para frente. Por mais capacitados que sejam, sem Jesus, nada podemos fazer. Quando convidam Jesus para subir, a barca chega ao destino”.

Diante das dificuldades que passam as famílias e a sociedade brasileira, dom Mauro lembrou a necessidade de caminhar ao lado de Jesus. “Quem caminha com Ele não fica à margem, não fica no meio do caminho. Apesar da tempestade do dia a dia, vamos chegar ao nosso destino, pois Jesus está com ele”.

Vencer as provações

A passagem de Atos dos Apóstolos, capítulo 6, apresenta episódio em que fiéis de origem grega começaram a queixar-se dos fiéis de origem hebraica. A partir deste exemplo bíblico, dom Mauro lembrou as situações de dificuldades vividas pelas igrejas e comunidades católicas do Brasil.

“Os problemas que surgem em nossas comunidades devem ser resolvidos com sabedoria. Todos nós somos chamados a resolver os problemas do dia a dia. Não podemos deixar para trás e sim agir com coração, sem medo”, falou. Para o  arcebispo, quando a Igreja caminha com Jesus, não há motivo para temer: “Irmãos e irmãs, não vamos ficar sangrando o tempo todo. Não podemos viver de ilusões, mas com o pé na realidade”.

Ainda na homilia, dom Mauro agradeceu a presidência da CNBB pela oportunidade dos  bispos do regional Sul 2 celebrarem na 54ª Assembleia Geral da CNBB. Este ano diversas dioceses do Paraná comemoram jubileu, entre elas, a diocese de Jacarezinho que completa 90 anos de criação.

Ao final, o arcebispo rezou com a comunidade presente no Santuário Nacional: “Dai-nos a sabedoria dos doze que escutam e sabem envolver as comunidades nas soluções dos problemas. Dá-nos a criatividade suficiente para enfrentar as dificuldades. Que jamais esqueçamos que Tu estás entre nós!