Responsáveis pela Juventude participam de Encontro

O Encontro Nacional com Responsáveis Adultos pela Juventude acolheu mais de 170 pessoas envolvidas no trabalho de evangelização com jovens, no subsolo da Basílica de Aparecida (SP), de 20 a 22 de agosto. Organizado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o objetivo foi promover a formação e experiência do trabalho com a juventude em suas dioceses, a fim de traçar linhas comuns de atuação, principalmente nos regionais.

Segundo o bispo de Caxias (MA) e presidente da Comissão para a Juventude da CNBB, dom Vilsom Basso, outra finalidade do encontro foi abordar com os responsáveis o projeto Rota 300, sobre o tricentenário do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida no Rio Paraíba, que será celebrado em 2017. A iniciativa tem como tema “300 anos de bênçãos: com a mãe Aparecida, juventude em missão”.

Hino em Português da JMJ 2016

Durante o encontro, na sexta-feira, 21, a Comissão para a Juventude lançou oficialmente a versão em português do hino da Jornada Mundial da Juventude 2016, que será realizada na Polônia.

De acordo com dom Vilsom, “é uma versão feita pelo padre Zezinho e pelo padre Joãozinho, com o jovem Jonas Rodrigues, a pedido da Comissão. Eles tiveram o cuidado de serem fiéis à letra original, mas também colocar um toque característico dos que falam português”.

O bispo lembra também que a versão feita pelos brasileiros será utilizada pelos demais países de língua portuguesa.

“O hino traz a misericórdia como mensagem. ‘Bem-aventurados os misericordiosos’, temática profundamente atual em um mundo com tanta violência e mortes. Então, no contexto do Ano Santo da Misericórdia, a JMJ e seu hino nos trazem essa mensagem de construção de um mundo possível, de irmãos”, ressaltou.  

Estudar e entender o ser humano

Ainda no encontro, os participantes receberam a coordenadora do curso de Pastoral Juvenil na Unisal, em São Paulo, irmã Adair Sberga, que tratou sobre a psicologia a partir de Edith Stein, santa que se converteu ao catolicismo por meio da ciência. De acordo com irmã Adair, o sucesso na formação depende do estudo unido da antropologia e da psicologia, a “fenomenologia” à qual santa Edith se dedicou. O método consiste em tentar entender o ser humano. 

Prática

Para o coordenador do Setor Juventude da diocese de Petrópolis (RJ), padre Luiz Henrique, “no evento se encontram forças necessárias para colocar em prática os projetos”. Quanto às atividades, o articulador da juventude de Penedo (AL), Davi Oliveira, destacou a importância do planejamento para o Rota 300. “Agora sim, pode-se tratar do tema e pensar na organização da juventude no Brasil. Primeiro nos preparamos e agora vamos à luta, para o trabalho de verdade”.

Já Kátia Braga, de Caxias (MA), acredita que o maior mérito do encontro é promovê-lo entre assessores de todo o país, para “estreitar laços e fortalecer ainda mais o trabalho”.

Com informações dos Jovens Conectados