Comissão recebe sugestões para melhorar e desenvolver diretrizes da Pastoral da Educação

Até o dia 30 de janeiro, bispos, agentes da Pastoral da Educação e educadores católicos que atuam tanto no ensino público ou privado são convidados a contribuir na construção das Diretrizes Nacionais da Pastoral da Educação, por meio da apresentação de propostas de emenda a fim de melhorar e desenvolver a segunda redação do texto, que será sistematizada por uma comissão de redação.

 

O convite foi feito pelo presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação, dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, e pelo bispo referencial para a Pastoral da Educação, dom Júlio Endi Akamine. A primeira edição do documento 47 foi escrita em 1992 e segundo os bispos, “continua válida e atual, mas é preciso continuar dando passos na ação evangelizadora no mundo da educação”.

Os bispos reforçam que a educação é uma questão emergencial e, por isso, esperam contar com a ajuda dos bispos e dos agentes para a melhoria do texto que será entregue.

Os participantes devem apresentar suas propostas, preferencialmente, através do formulário eletrônico ou pelo e-mail This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.. Apenas em situações excepcionais as sugestões podem ser encaminhadas através da ficha disponível em documento específico.

A participação de bispos, agentes de pastoral e educadores católicos, atentos aos sinais dos tempos e à emergência educativa, é condição para que a Pastoral da Educação seja dinâmica e participativa e possa avançar na missão de ser presença evangelizadora da Igreja no mundo da Educação.

Com informações da ANEC