Pe. Raschietti: “Missionário não é o que acolhe, mas aquele que é acolhido”

O_presbtero_e_a_missoO teólogo padre Stefano Raschietti debateu o tema da missão com os padres do 13º Encontro Nacional dos Presbíteros (ENP) na tarde deste domingo, 7, e destacou a importância desta reflexão na vida da Igreja.

“Missão não é, em primeiro lugar, uma atividade, mas é essência”, disse. “A Igreja é por sua natureza missionária. Isso constitui uma revolução no próprio conceito de Igreja, que procede da missio Dei. Não é mais a Igreja que envia missionários em qualidade de ‘missionante’, mas é ela própria enviada como ‘missionária’. Seu envio não é conseqüência: é essência”, acrescentou.

Pe._RaschiettiDe acordo com o teólogo, a missão vem antes da Igreja. Segundo afirmou, não é a Igreja que tem uma missão, mas na missão de Cristo é que se cria uma Igreja. “A atividade missionária não é tanto uma ação da Igreja, mas é simplesmente a Igreja em ação”, observou.

Padre Raschietti acentuou que a missão é para  todos, inclusive os que estão fora da Igreja. “O que significa falar de Cristo para os que estão fora da Igreja? De que maneira o evangelho toca o coração e a vida das pessoas lá onde estão? Sabemos bem o que dizer ao nosso povo (que está na Igreja), mas não sabemos o que dizer ao povo de fora”.

Leia a íntegra da palestra "O presbítero e a missão"