Conversão pastoral da paróquia foi tema central da Assembleia do Norte 1

Bispos, coordenadores de pastoral, responsáveis por pastorais e organismos, representantes da vida religiosa do regional Norte 1 (norte do Amazonas e Roraima) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) reuniram-se na 42ª Assembleia Regional, realizada em Manaus (AM), de 15 a 18 de setembro.

A Assembleia teve como tema central o documento 100 da CNBB, “Comunidade de comunidades: a conversão pastoral da paróquia”. A assessoria esteve a cargo do arcebispo de Manaus e presidente da comissão que preparou o documento, dom Sérgio Castriani.  "Discutimos o tema aprovado em 2014, cuja palavra-chave é a 'conversão pastoral' no sentido que as paróquias sejam evangelizadoras. Para isso, precisam ser missionárias, acolhedoras, misericordiosas, lugares de comunhão. Ao aprofundar o tema vimos qual é o papel do bispo, do padre, do religioso e da religiosa, do leigo e da leiga, da família, do jovem e do idoso”, explicou dom Sérgio.

Aprovado em maio deste ano pelos bispos do Brasil durante a 52ª Assembleia Geral, o documento 100 propõe ações práticas para uma conversão pastoral da paróquia e tem entre seus objetivos dinamizar a vida de comunidade. É composto por seis capítulos: Sinais dos Tempos e Conversão Pastoral, Palavra de Deus, Vida, Missão nas Comunidades, Surgimento da Paróquia e sua Evolução, Comunidade Paroquial, Sujeito e Tarefas da Conversão Paroquial.

Cristãos Leigos

A Assembleia do Regional Norte 1 contou com a presença dos leigos. "Tivemos uma participação massiva de leigos, cerca de 80% dos presentes eram coordenadores de pastorais e outros convidados especificamente para a discussão deste tema. Foram levantadas grandes reflexões sobre a relação do leigo com clero, a questão da participação do leigo na política e enquanto sujeito eclesial. Acredito que o evento foi um sucesso”, disse o arcebispo de Manaus. 

O Estudo 107 da CNBB, "Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade”, foi assessorado pelo bispo de São Gabriel da Cachoeira e secretário do regional, dom Edson Damian. Para ele, a assembleia esteve em sintonia com a caminhada proposta pela CNBB.  “Desde o documento de Santarém, de 1972, descobrimos que há tempo estamos priorizando a valorização das comunidades eclesiais de base e formando agentes de pastoral, principalmente leigos, devido à carência de padres. Esse documento sobre cristão leigos vem confirmar a caminhada que estamos fazendo e isso nos enche de muita alegria.  A presença de leigos e leigas deu destaque e um colorido especial nesta assembleia, com contribuições muito importantes para a regional”, afirmou dom Edson. 

O Estudo 107 da CNBB também foi aprovado durante a Assembleia Geral dos Bispos do Brasil. O texto é baseado no método Ver, Julgar e Agir  e está dividido em três partes: “O Mundo Atual: Esperanças e Angústias”, “O Sujeito eclesial: Cidadãos, Discípulos e Missionários”, e “A ação Transformadora na Igreja e no Mundo”. O Estudo 107  pretende animar o laicato na compreensão de sua atuação como sujeitos eclesiais nas diversas realidades em que estão inseridos. Está disponível no site da CNBB para download e estudo nas dioceses, que deverão enviar novas contribuições. O texto será retomado na Assembleia da CNBB e, possivelmente, aprovado como documento da Conferência.

Durante a Assembleia do Regional, os participantes partilharam as atividades e conquistas referentes a 2013 e 2014 nas igrejas locais, prelazias e dioceses. Também trataram de temas como a Campanha da Fraternidade 2015 sobre “Fraternidade: Igreja e Sociedade” e o 11º Encontro Nacional da Pastoral da Juventude, a ser realizado em Manaus, de 18 a 25 de janeiro. O evento deverá reunir cerca de  600 jovens de todo o Brasil.

Com informações e fotografia da Pascom do regional Norte 1